top of page
  • Foto do escritorAdmin

Procedimentos e prazos no processo administrativo disciplinar

O processo administrativo disciplinar é um procedimento complexo e rigoroso que pode ser instaurado para apurar supostas infrações cometidas por servidores públicos, tanto no âmbito federal, estadual quanto municipal. Essas infrações podem estar relacionadas ao descumprimento de deveres funcionais, má conduta ou prática de atos ilícitos, entre outras condutas passíveis de punição.


Esse processo é regido pela Lei nº 9.784/99, que estabelece as normas básicas para o processo administrativo no âmbito da administração pública federal direta e indireta, bem como pelos regulamentos específicos de cada órgão ou entidade. Ainda assim, muitos servidores públicos desconhecem as regras e prazos que devem ser observados durante a condução do processo administrativo disciplinar, o que pode prejudicar sua defesa e resultar em sanções graves.


Para garantir o pleno exercício da defesa, é fundamental que os servidores públicos conheçam os procedimentos e prazos do processo administrativo disciplinar. Nesse sentido, este artigo se propõe a esclarecer as principais etapas desse processo e os prazos que devem ser respeitados.


A instauração do processo administrativo disciplinar é um ato administrativo que pode ser realizado por autoridade competente, ou seja, aquela que detém o poder de decisão sobre o caso em questão. É importante destacar que a autoridade que instaura o processo não pode ser a mesma que julgará o caso, garantindo, assim, a imparcialidade do processo.

Uma vez instaurado o processo administrativo disciplinar, é concedido ao servidor público acusado o prazo de 5 dias úteis para apresentar sua defesa prévia. Nesse documento, o servidor poderá apresentar suas alegações, documentos e testemunhas que possam comprovar sua inocência ou minimizar a gravidade dos fatos.


Após a apresentação da defesa prévia, a autoridade responsável pela condução do processo administrativo disciplinar deverá analisar os documentos apresentados e decidir pela abertura ou arquivamento do processo. Caso a decisão seja pela abertura do processo, será designada uma comissão processante, formada por três servidores estáveis, para conduzir as investigações e apresentar um relatório conclusivo.


Durante a fase instrutória, a comissão processante poderá realizar diligências, colher depoimentos e documentos, além de garantir o amplo direito de defesa do servidor público acusado. Após a conclusão das investigações, será elaborado um relatório conclusivo pela comissão processante, que deverá ser apresentado à autoridade competente para julgamento.


O prazo para conclusão do processo administrativo disciplinar é de até 140 dias, prorrogáveis por mais 60 dias, desde que devidamente justificado. Caso o prazo seja ultrapassado sem justificativa plausível, o processo deverá ser arquivado.

No julgamento do processo administrativo disciplinar, a autoridade competente poderá aplicar sanções disciplinares previstas em lei, como advertência, suspensão, demissão, entre outras. É importante destacar que a aplicação das sanções deve ser proporcional à gravidade da infração cometida e às circuncidas do caso em questão. Além disso, a autoridade deve garantir o direito de defesa do servidor público acusado, bem como fundamentar de forma clara e objetiva sua decisão.


Caso o servidor público não concorde com a decisão proferida, é possível recorrer administrativamente, apresentando recurso no prazo de 10 dias úteis. Esse recurso será encaminhado à autoridade hierarquicamente superior àquela que proferiu a decisão, que poderá rever a decisão ou mantê-la.


É importante destacar que a atuação de um advogado especializado em processos administrativos disciplinares pode ser fundamental para garantir a plena defesa do servidor público acusado. O advogado poderá orientar o servidor sobre seus direitos e deveres, bem como auxiliar na elaboração da defesa prévia e recurso administrativo, garantindo assim um resultado mais favorável no processo.


Portanto, é fundamental que os servidores públicos estejam atentos aos procedimentos e prazos do processo administrativo disciplinar, a fim de garantir sua plena defesa e evitar sanções desproporcionais. Além disso, a contratação de um advogado especializado em direito administrativo pode ser decisiva para o sucesso da defesa, garantindo a melhor estratégia de atuação e a defesa mais adequada aos interesses do servidor público.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page