top of page
  • Foto do escritorAdmin

Procedimentos para punição de servidores públicos por abandono de cargo

Atualizado: 2 de jun.

Siga o Prof. Aniello no instagram para saber mais sobre suas palestras, cursos, podcasts etc- Clique aqui


O serviço público é uma área fundamental para o funcionamento do Estado e para a prestação de serviços essenciais à população. Porém, para garantir a eficiência, transparência e qualidade dos serviços prestados, é necessário que os servidores públicos cumpram com suas obrigações e responsabilidades, sob pena de serem punidos em caso de infrações disciplinares. Uma das infrações mais comuns no serviço público é o abandono de cargo, que pode acarretar punições severas para o servidor.


O abandono de cargo ocorre quando o servidor se ausenta do trabalho sem justificativa ou autorização, deixando suas atividades pendentes e prejudicando o andamento dos serviços públicos. Essa conduta é considerada uma falta grave e pode resultar em sanções administrativas e até mesmo em perda do cargo.


Os procedimentos para punição de servidores públicos por abandono de cargo seguem as normas previstas na Lei nº 8.112/1990, que estabelece o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Civis da União, das Autarquias e das Fundações Públicas Federais. De acordo com a referida lei, o processo administrativo disciplinar para apurar o abandono de cargo deve seguir os seguintes procedimentos:

  1. Instauração do processo: o processo administrativo disciplinar é instaurado mediante portaria, que deve conter a descrição dos fatos e a indicação dos dispositivos legais infringidos pelo servidor;

  2. Comissão Processante: é nomeada uma comissão processante, composta por três servidores estáveis, para conduzir o processo administrativo disciplinar;

  3. Defesa do servidor: é garantido ao servidor o direito à ampla defesa e ao contraditório, podendo apresentar provas e argumentos que possam justificar sua ausência no trabalho;

  4. Instrução Processual: são realizadas diligências e oitivas de testemunhas, com o objetivo de esclarecer os fatos e apurar a responsabilidade do servidor;

  5. Parecer da comissão processante: ao final da instrução processual, a comissão processante emite um parecer opinando pela punição ou absolvição do servidor;

  6. Decisão da autoridade competente: a decisão final é proferida pela autoridade competente, que pode acolher ou não o parecer da comissão processante, e estabelecer as sanções cabíveis.

As punições previstas para o abandono de cargo são a advertência, a suspensão, a demissão e a cassação de aposentadoria ou disponibilidade. A sanção aplicada deve levar em consideração a gravidade do ato e as circunstâncias que o motivaram, sempre observando o princípio da proporcionalidade.


É importante destacar que, nos casos de abandono de cargo por motivos de saúde, é necessário apresentar atestado médico comprovando a impossibilidade de comparecimento ao trabalho. Além disso, é recomendado que o servidor comunique previamente sua ausência, para que sejam tomadas as providências necessárias.


Em resumo, o abandono de cargo é uma infração disciplinar grave que pode acarretar punições severas para o servidor público. Os procedimentos para apurar essa conduta devem seguir.


Certamente, é importante destacar que o abandono de cargo é uma falta grave e pode levar à demissão do servidor público. Por isso, é necessário que os órgãos competentes adotem os procedimentos corretos para punir esse tipo de conduta.


O processo para punição de servidores públicos por abandono de cargo começa com a apuração da falta. O órgão ou entidade responsável deve instaurar uma sindicância ou processo administrativo disciplinar para apurar os fatos e determinar se houve ou não o abandono de cargo.


É importante destacar que a punição por abandono de cargo só pode ser aplicada depois de concluído o processo administrativo disciplinar e garantido ao servidor o direito ao contraditório e à ampla defesa. Isso significa que o servidor terá a oportunidade de apresentar sua defesa e argumentos para tentar evitar a punição.


Caso fique comprovado o abandono de cargo, o servidor público poderá receber a pena de demissão. No entanto, essa não é a única punição possível. Dependendo do caso, o servidor pode receber uma pena mais branda, como uma advertência ou suspensão.


É importante que os órgãos públicos sigam todos os procedimentos legais e garantam o direito à ampla defesa do servidor público acusado de abandono de cargo. Isso é fundamental para evitar injustiças e assegurar que a punição seja justa e proporcional à conduta do servidor.


Por fim, é importante destacar que a punição por abandono de cargo serve como um alerta para todos os servidores públicos. É fundamental que os servidores cumpram com suas obrigações e responsabilidades, comparecendo ao trabalho e desempenhando suas funções de maneira adequada. Caso contrário, poderão sofrer as consequências legais previstas.

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page